segunda-feira, 6 de maio de 2013

Sua causa é justa? Então Deus atenderá!


Olá amigas e Guerreiras de Oração, que a paz de Deus seja sobre vocês hoje e sempre!

Ainda falando sobre a importância da nossa oração constante, olha o que Deus trouxe ao meu coração hoje:

Então Jesus contou aos seus discípulos uma parábola, para mostrar-lhes que eles deviam orar sempre e nunca desanimar. Ele disse: "Em certa cidade havia um juiz que não temia a Deus e nem se importava com os homens. E havia naquela cidade uma viúva que se dirigia continuamente a ele, suplicando-lhe: 'Faze-me justiça contra o meu adversário'. Por algum tempo ele se recusou. Mas, finalmente disse a si mesmo: 'Embora eu não tema a Deus e nem me importe com os homens, esta viúva está me aborrecendo; vou fazer-lhe justiça para que ela não venha me importunar'. E o Senhor continuou: Ouçam o que diz o juiz injusto. Acaso Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele dia e noite? Continuará fazendo-os esperar? Eu lhes digo: ele lhes fará justiça, e depressa. Contudo, quando o Filho do Homem vier, encontrará fé na terra?" 
(Lucas 18:1-8)

Podemos tirar desta parábola duas lições fundamentais para o nosso crescimento nestes dias de oração: 

  1. Devemos orar sempre e nunca desanimar, nunca parar de orar por aquilo que desejamos. O que levou aquela mulher viúva, sozinha na vida, provavelmente muito desfavorecida na sociedade em que ela vivia, a continuar, a insistir na sua petição? Ela tinha certeza de que a sua causa era justa; ela tinha convicção de que estava certa e que merecia aquele ganho de causa. Ela representava a parte fraca da história... ela tinha tudo para deixar de buscar o que ela queria, mas não! Ela não se deixou levar pelo desânimo e nem pelas circunstâncias porque ela ACREDITAVA! E nós, estamos sendo insistentes a este ponto? Ás vezes, desistimos de orar por algo que queremos muito porque não acreditamos naquilo de verdade, não estamos certas de que merecemos aquilo e, infelizmente, aquele desejo se transforma numa frustração. É isso que acontece quando paramos de orar, de insistir com Deus: nos transformamos em mulheres frustradas!
  2. Se um homem de coração endurecido por fim, se sensibilizou com a petição daquela mulher, quanto mais o Senhor, que é Justo, Compassivo e Misericordioso para com os Seus filhos não se sensibilizará também com a nossa insistência? Jesus está dizendo que Ele atenderá e depressa! Mas Ele atenderá aos Seus escolhidos que clamam a Ele dia e noite, ou seja, àqueles que não desistem, mas que perseveram em oração!
Resumindo: Nossa oração tem o poder de tocar o coração de Deus quando realmente acreditamos no que estamos pedindo, quando há convicção do que queremos. Acreditamos tanto a ponto de nos tornarmos inconformadas com os "nãos" e isso nos leva a sermos insistentes na busca pelo "sim". Duas coisas são importantes: a intensidade com que oramos, pedindo, clamando de coração e a insistência em orar sempre, até ver o nosso pedido atendido e nossa oração respondida! O segredo daquela mulher era este e, ainda que, como ela, eu e você seja a parte "fraca" da história, temos conosco Aquele que é Forte e que fará por nós tudo o que desejamos de coração! Ouça esta canção e fortaleça a sua fé nesta palavra!



Compartilhe esta mensagem com alguém que você saiba que precise! Ah, não deixe de clicar em reações ou escrever seu comentário, ok?

Beijos e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta postagem? Comente e compartilhe com seus amigos!
Deus abençoe!