quinta-feira, 5 de maio de 2011

De Plebéia à Princesa (5a. Parte)


A PRINCESA QUE AGRADA AO REI
Atitude é tudo!

Ester 2:4

“A moça que cair no agrado do rei, essa reine em lugar de Vasti...”

No nosso último estudo falamos sobre Ester e em como ela conquistou o coração do poderoso rei Assuero. Para nós que conhecemos as maneiras de Deus agir em favor de seus servos e servas, fica claro que, apesar de Ester ser uma jovem muito bonita, por haver o plano de Deus na vida dela e através dela pelo povo, não era apenas sua beleza que contava, mas, principalmente Quemestava com ela. Você já deve ter ouvido aquela frase: “Maior é o que está em você do que o que está no mundo”, não é mesmo? Incrível, mas a pura realidade! Quem estava com Ester já lhe garantiu de antemão a vitória, ainda que tenha sido necessário ela passar por todo aquele tempo de preparação e pelos rituais, como falamos antes. Assim é com você também! Deus está com você e, de antemão, quando você age em obediência à Sua Palavra, Ele te garante a vitória.
O mais maravilhoso em saber que Deus está conosco é sabermos também que, além de estar conosco, Ele coloca em nós as características que precisamos ter para agradar a Ele mesmo! Por isso podemos dizer que Ele é o nosso Provedor em tudo! Aleluia!!!

Lendo I Pedro 3:4 nos deparamos com a seguinte característica que agrada ao Grande Rei:

“...seja, porém, o homem interior do coração, unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranqüilo, que é de grande valor diante de Deus”.

Se você ler o capítulo desde o início, pode pensar que Pedro está dizendo que não é importante ter uma boa aparência, mas, isso não é verdade. A aparência externa é importante, porém, o que mais agrada a Deus não é você usar as roupas da moda, ou estar no salão de beleza toda semana, isso tudo é muito bom, porém, corruptível, ou seja, se acaba. O que realmente agrada a Deus é a sua aparência interna, é o que há no seu coração. Deus se preocupa com a sua beleza interior que é demonstrada por “um espírito manso e tranqüilo”.  
Nós mulheres, adoramos nos vestir bem, principalmente quando vamos à Casa de Deus, porém, Deus está observando nossas vestes interiores. Com que vestimos nosso espírito? Se vivemos de um lado pro outro, preocupadas, ansiosas, tendo atitudes precipitadas, estamos agradando a Deus? Com certeza não. Quando o apóstolo Pedro fala sobre trajar um espírito manso e tranqüilo ele não está falando de temperamento, no caso daquelas pessoas que são mais quietinhas, de poucas palavras, e sim de atitudes que são marcadas pela ausência de ansiedade e precipitação e que, ao mesmo tempo, demonstram a confiança que a pessoa tem em Deus.
Note que Ester demonstrou essa característica quando disse: “Vou jejuar junto com minhas servas e depois vou entrar diante do rei; está nas mãos de Deus... se perecer, pereci”. Ester 4:16 (Coloquei com minhas palavras)
A confiança de Ester agradou tanto a Deus que ele fez com que ela agradasse ao rei. Ela primeiro agradou ao Grande Rei, consequentemente, seu marido e, com isso, conseguiu o que queria.

Por mais que gostamos e nos preocupamos com a nossa aparência externa, precisamos nos preocupar em primeiro lugar, com a beleza do nosso espírito. Por mais que eu me vista bem, por mais que eu me arrume e as pessoas sempre me vejam numa “super produção”, (o que é positivo e totalmente cabível a uma princesa) o que conta para a minha vida espiritual é como eu reajo diante das circunstâncias contrárias da minha vida.
Como você reage diante de uma má notícia? Você se desespera, age no impulso? Ou você, como Ester, dobra os seus lindos joelhos diante do Rei, se humilha diante D’Ele para alcançar o milagre que precisa?
Na maioria das vezes, quando nos desesperamos e agimos no impulso, demonstramos um sentimento que entristece muito a Deus: independência.
Por outro lado, quando eu reajo com tranqüilidade e me ponho na presença de Deus, levando à Ele meus problemas, mostrando que de mim mesma eu não posso nada, eu estou dizendo com atitudes: dependo de Ti, Senhor!

Eu posso estar super bem vestida, mas, se no momento da adversidade, eu não estiver trajando um espírito manso e tranqüilo, posso colocar tudo a perder. Temos que estar sempre atentas, pois, a qualquer momento podemos ser colocadas à prova.

Houve uma outra mulher na bíblia que, assim como Ester, foi pega desprevenida e colocada à prova por Deus. Seu nome é Abigail. Ela era casada com um homem tolo que se chamava Nabal e a Bíblia os caracteriza assim:

(I Samuel 25:3)

“...esta era sensata e formosa, porém o homem era duro e maligno em todo o seu trato...”

Imagine a situação desta pobre mulher. Digo pobre no sentido de coitada. Devia ser horrível para ela conviver com alguém que, não era apenas diferente dela, mas uma pessoa terrível, quase que insuportável de se estar perto. É assim que eu vejo a vida de Abigail, ela devia viver “pisando em ovos”. Certamente, Nabal não foi o príncipe com quem ela sempre sonhou, porém, a misericórdia de Deus para com ela foi grande.
A mudança em sua vida começa quando seu marido, o tolo Nabal, nega o pedido de ajuda de Davi e este, furioso, promete se vingar de toda a sua casa. A destruição é iminente. Num tempo em que as mulheres deviam ficar caladas e jamais se intrometer nos negócios de seu marido, surge Abigail, com toda a sua beleza exterior, sua sensatez, mansidão e tranqüilidade. Sua conversa com Davi mostra sua reverência e o quanto ela acreditava que Deus era com ele. Só pra resumir, ao ouvir tudo que Abigail disse, Davi responde:

(ISamuel 25:33-35)

“Bendita seja a tua prudência, e bendita sejas tu mesma, que hoje me tolheste de derramar sangue e de que por minha própria mão me vingasse. Porque, tão certo como vive o Senhor, Deus de Israel, que me impediu de que te fizesse mal, se tu não te apressaras e me não vieras ao encontro, não teria ficado a Nabal, até ao amanhecer, nem um sequer do sexo masculino. Então, Davi recebeu da mão de Abigail o que esta lhe havia trazido e lhe disse: Sobe em paz à tua casa; bem vês que ouvi a tua petição e a ela atendi”.

Imagino que, quando Davi olhou para Abigail, por ser uma mulher formosa, ele certamente gostou do que viu (afinal, ele era um homem!), porém, o que fez com que ele mudasse de idéia foi a atitude de Abigail e não a sua beleza. O que chamou a atenção de Davi em Abigail foi a sua prudência e seu espírito apaziguador. Qualidades que nos remetem às características que agradam ao Grande Rei: mansidão e tranqüilidade.
No final de tudo, Nabal, ferido pelo Senhor, morre e Davi, sabendo disso, fez seu pedido de casamento a Abigail. (É, com certeza, ele tinha gostado do que viu! Rsrsrs). Note que ele não obrigou Abigail a se casar com ele, mas fez com que ela soubesse do seu desejo, em outras palavras, agiu como um cavalheiro. A sensatez, tranqüilidade e mansidão de Abigail lhe rendeu um novo casamento, uma nova vida. Certamente, Davi era o príncipe com quem Abigail sempre sonhou!

Você pode e deve ler toda esta história na íntegra em I Samuel 25:1-42

Lembre-se sempre disso: Um visual maravilhoso sem Deus se desfaz diante de um espírito manso e tranqüilo, porém, você pode ter um visual super bem produzido e, ao mesmo tempo trajar um espírito manso e tranqüilo, sempre confiante e dependente do Senhor, pois é isso que realmente importa e agrada ao Grande Rei. Por isso, desfaça-se de toda ansiedade e vista-se com os trajes reais de uma princesa.

ORAÇÃO DE HOJE:

"Pai querido, o meu maior desejo é agradar ao teu coração e ser sempre aceita perante a Tua presença. Preciso Senhor que o teu cetro de amor esteja sempre estendido para mim, por isso, ajuda-me a agradá-Lo. Eu reconheço que preciso ser da maneira que  Tu queres que eu seja, então, retira de mim toda ansiedade, todo sentimento de suficiência. Eu não posso e não quero agir por impulso no momento da adversidade. Ajuda-me Senhor a ter um espírito manso e tranqüilo. Quero ser bonita por dentro e por fora. Que a tua graça seja sempre sobre mim, ensinando-me a ser mansa, tranqüila e confiante como Ester, sensata e prudente como Abigail, a fim de que eu sempre consiga tudo aquilo que quero e preciso de Tuas mãos. Em nome de Jesus. Amém!"

Até amanhã, quando teremos a última parte deste estudo, você que acompanhou até aqui, não pode perder!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta postagem? Comente e compartilhe com seus amigos!
Deus abençoe!