quarta-feira, 15 de junho de 2011

Sobre Julgamentos precipitados



"Não julgueis para que não sejais julgados. Pois, com o critério com que julgardes, sereis julgados; e com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também".
Mateus 7:1,2

Por mais que a gente saiba que julgar o nosso próximo é algo não agrada a Deus, infelizmente é quase impossível não cair neste erro. Mesmo quando não expomos a nossa opinião sobre alguém, mas, só de pensar  e termos uma idéia equivocada em nosso coração a respeito dessa pessoa, já estamos pecando. O fato de expressar a opinião a terceiros só piora a situação. Quantas vezes eu mesma já fiz julgamentos que, além de equivocados, eram precipitados. Quantas vezes eu mesma fui e ainda sou julgada! Acredito que isso seja unânime com todos. Todos nós já julgamos e também somos julgados. A palavra de Deus é clara quanto a isso. Desde a infância somos ensinados (pelo menos eu fui), de que, o mal que não queremos para nós, não devemos fazer para os outros, por isso, pensamos que, se não queremos ser julgados, não devemos julgar a ninguém. Até aqui nada de novidade, porém, tenho aprendido que há outra consequência ruim para este erro: Quando eu julgo uma pessoa de maneira errada, automaticamente eu a bloqueio em minha mente. É como se aquilo que eu penso a seu respeito fosse a única verdade absoluta e não há hipótese de ser diferente. Dependendo do julgamento que eu fizer, eu até me afasto dessa pessoa e a impeço de me mostrar quem ela realmente é. É muito triste isso. Já pensou? Deus coloca alguém em seu caminho e, por causa de seu julgamento errado você deixa de viver uma grande amizade só porque, ao invés de aceitá-la e amá-la como ela é, resolveu julgar antes mesmo de conhecer. 
É verdade que existem pessoas que entram em nossas vidas de maneira confusa. É verdade também que existem pessoas confusas, de temperamentos complicados, com tristes histórias de vida, amarguradas e quando isso acontece, na maioria das vezes, por não sabermos lidar com a situação, usamos nossos julgamentos para tentar discernir as pessoas. Preste atenção: durante toda a nossa vida, Deus colocará pessoas em nosso caminho. Pessoas que virão para ficar e pessoas que só passarão uma temporada. Pessoas que virão a nós para aprenderem, para serem amadas, ensinadas, curadas por Deus e depois partirão. Pessoas que entrarão na sua vida não para aprender com você, mas para te ensinar, para te amar, para curar as tuas feridas e depois partir.  Independente do que aconteça, se ela vai ficar pra sempre em sua vida ou não, ela vai te marcar de alguma forma e você não vai esquecê-la nunca. Mesmo distante da sua vida, no final das contas você sabe que sempre poderá contar com ela e ela com você. Então, sabendo disso, não julgue precipitadamente. Não se prive de uma amizade maravilhosa que pode nascer quando você não faz julgamentos errados e precipitados. Se você reconhece que já perdeu grandes oportunidades, não desanime, Deus nos conhece, nos perdoa e sempre nos dá uma nova chance de acertar!
Pense nisso!

2 comentários:

  1. Muito interessante esse tema, pena que mal terminamos de ler e já estamos julgando kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk brincadeira amiga, não te julguei kkkk
    Infelizmente o ser humano tem muito disso, as vezes o fazemos até inconciente, só Deus mesmo para ter misericórdia de nossas vidas.
    O importante é estarmos sempre tentando fazer a vontade de Deus, buscando-o e atento para o que ele diz nas sagradas escrituras. "Porque eu sou o Senhor vosso Deus; portanto santificai-vos, e sede santos, porque eu sou santo ” Levítico 11:44. É isso ai amiga ficamos nessa Fé. Que Deus continue te usando poderosamente!!! Bjkassss

    ResponderExcluir
  2. Como Deus te usa em? fico orgulhoso de ser casado com uma mulher tão sábia como você! que Deus continue te abençoando e te mostrando ainda mais as coisas que poucos veem! Te amo!

    ResponderExcluir

O que você achou desta postagem? Comente e compartilhe com seus amigos!
Deus abençoe!