quarta-feira, 27 de abril de 2011

Técnica, Compromisso e Unção

Cada ministro de louvor tem sua característica própria e diferente de outros. Ainda assim é necessário que todo ministro possua, basicamente em sua essência, estas qualidades: técnica, compromisso e unção, exatamente nesta ordem. Para entendermos melhor, vamos analisar, à luz da Palavra de Deus, cada uma destas qualidades ou características.

 Técnica – Em comunicar-se com o público e musical. Sem a técnica ninguém consegue ministrar com perfeição. Todo ministro precisa saber usar bem as palavras, não adianta falar muito e não dizer nada! Profetizar palavras sem fundamento bíblico ou espiritual para aquele momento simplesmente para ver a Igreja glorificando é algo muito mecânico. Lembre-se que os cânticos que serão entoados já trarão a palavra de Deus cantada, trará avivamento e conforto aos corações. Demonstrar nervosismo também significa falta de técnica. Se as pessoas notarem que você está nervoso (a), elas não se deixarão ser conduzidas por você até o trono de Deus. A técnica musical também é extremamente importante. A Palavra de Deus nos ensina: “Deus é o Rei de toda terra; salmodiai com harmonioso cântico”. Salmos 47:7
Nosso Deus é perfeito e exigente, porém, Ele conhece nossos limites. Devemos nos esforçar ao máximo para que a parte musical da adoração seja perfeita. Ensaiar, estudar, desenvolver seu trabalho para Deus também é adorar. Para que a ministração seja perfeita é necessário dar o máximo de si na técnica com o público e musical. Sabemos que, para que o ministro adquira a técnica nestes dois aspectos é necessário tempo, prática e disciplina. A experiência virá se o ministro dedicar seu tempo em praticar e para isso é primordial ter disciplina. O dirigente já atuante precisa se esforçar para alcançar a técnica em comunicar-se e musical.
Leia também Salmos 33:3

Compromisso

Ter compromisso com o chamado e a obra de Deus é primordial para os dirigentes e músicos. A palavra compromisso (segundo dicionário Aurélio) significa: ajuste, empenho. Se realmente Deus chamou, escolheu o ministro para a obra, este deve se empenhar, se ajustar para executá-la à maneira de Deus, e não da sua própria maneira. Eu e meu marido costumamos dizer que não é a obra de Deus que se ajusta a nós e sim nós nos ajustamos à Sua obra e vontade na terra. Se o dirigente, o músico, não tiver compromisso com o chamado de Deus, compromisso com Deus em oração, jejum, em se consagrar, em ensaiar, em aprender a técnica, este dirigente, vocalista ou músico dificilmente terá técnica e unção.

Importante ressaltar: Acima eu relacionei Técnica, compromisso e unção. Nesta ordem me refiro à prática da ministração do louvor em si, na congregação, porém, espiritualmente, o grau de importância e prioridades é: Compromisso, técnica e Unção.

Compromisso no aspecto de ajuste: Saul, escolhido e ungido por Deus para reinar sobre Israel mostrou falta de compromisso ao não se ajustar aos padrões de Deus. Leia I Sm 13:8-14 e 15:1-31. Por isso, teve seu chamado rejeitado pelo próprio Deus. Enquanto Davi estava comprometido, empenhado em cuidar das ovelhas de seu pai. Não devia ser nada fácil estar longe do convívio da família, mas Davi ajustou sua vida a esse compromisso. Quando Samuel foi à casa de Jessé para ungir o rei, Davi era o único filho que não estava lá, numa visita importante como esta, o pai não fez questão que o filho estivesse presente, porém, Samuel mandou chamá-lo. (Há pessoas que pensam que ele quase perdeu uma grande oportunidade por não estar no lugar certo na hora certa; um grande engano! Ele estava no lugar certo e na hora certa pois Samuel, sem conhecê-lo o mandou chamar enquanto ele executava seu compromisso). Leia a história em I Sm. 16:1-13.

Unção

Por fim, a unção, que só Deus pode derramar, pode entregar ao dirigente. Não é dada pelo homem, mas por Deus. Unção é algo sobrenatural, é a habilidade, a capacidade de realizar com êxito algo designado por Deus, realizar o que só mesmo Deus pode fazer através de alguém. Em Isaías 10:26 o profeta fala a respeito de um jugo, de um peso que seria não somente tirado, mas despedaçado, ou seja, quebrado de uma vez por todas, não tirado por mãos humanas, mas quebrado pela unção de Deus. Ora, se o jugo, o peso for quebrado, já não terá mais poder algum sobre alguém. Quando Deus deu a Moisés as instruções para a construção do tabernáculo, Deus disse que a lâmpada do santuário deveria estar sempre, continuamente acesa. Leia em Êxodo 27:20,21. Para que a lâmpada estivesse acesa era necessário trazer azeite puro de oliveira, batido. Ou seja, as azeitonas eram totalmente sacrificadas para que todo o seu sumo, seu azeite fosse derramado. Que tremendo! Trazendo essa palavra para nossos dias atuais, nós somos as “azeitonas” que foram extraídas da oliveira, ou seja, da fonte da unção, do sobrenatural de Deus. Assim como Deus criou a oliveira para produzir a azeitona e extrair dela o azeite puro, Deus te criou para extrair de você o sobrenatural para que a sua lâmpada esteja continuamente acessa! Ser uma fonte da unção de Deus está diretamente relacionado à uma vida de constante busca, consagração, dedicação e adoração a Deus. E Deus só derrama esta unção sobre o ministro, músico ou dirigente quando há um compromisso de sua parte, quando o ministro se ajusta aos padrões de Deus e se empenha em melhorar e aprimorar sua técnica.
Para finalizar, vamos usar o exemplo de Davi. Após ser ungido a rei de Israel (mesmo sem o reconhecimento dos homens), ele foi procurado pelos servos de Saul para tocar harpa diante dele, pois estava literalmente endemoninhado: I Sm. 16:14-23. Note os detalhes:
·        verso 17 – Saul pediu um homem que soubesse tocar bem, com arte (Técnica)
·        verso 18b – a fama de Davi é baseada, construída pela experiência adquirida na execução de seu (Compromisso) com o pai.
·        Verso 23 – Deus o capacita a realizar o que para o homem, naquele tempo, era impossível. (Unção) (Nota: digo que naquele tempo era impossível ao homem expulsar um demônio, pois não existia a autoridade no nome de Jesus como temos hoje).

Enfim amados, corramos cada dia mais na busca por estas qualidades, pois o objetivo principal do nosso ministério é ganhar almas para o Reino de Deus. Ore, se empenhe, se esforce e receba uma unção especial que só o Pai tem para derramar sobre você e saiba, a unção que Ele tem pra você é única, por mais que você tenha que sacrificar a sua vida como a azeitona é sacrificada para extrair todo seu azeite, no final, você verá que valeu a pena, sua luz estará sempre, continuamente acesa!
Deus os abençoe!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta postagem? Comente e compartilhe com seus amigos!
Deus abençoe!